Postagens

Mostrando postagens de Março, 2009

BENEDITAS

Imagem
solo de dança com Diane Ichimaru A teatralidade das manifestações da religiosidade brasileira é explorada nesta obra estreada em outubro de 1998, que completou em 2008 uma década no repertório da Confraria da Dança. Elementos do universo de rituais religiosos são a matéria prima desta criação carregada de poesia própria. Uma visitação às imagens e crenças que habitam o cotidiano e o imaginário brasileiro, mestiço em suas raízes. A personagem percorre sacristias e adros de igrejas, serpenteia por procissões, capelas e terreiros, pisando os solos sagrados e encantados dos nossos interiores. O encontro do devoto com o divino é apresentado através do espelhamento da mulher terrena com as várias configurações da santidade feminina: Imaculada Conceição de Maria, Aparecida padroeira do Brasil, Nossa Senhora do Rosário, Iemanjá rainha dos mares e tantas outras que se formam para cada espectador. FICHA TÉCNICA criação: Diane Ichimaru e Grácia Navarro interpretação: Diane Ichimaru criação

Carta para não mandar ou Cantiga interrompida

Imagem
solo de dança criação e interpretação: Diane Ichimaru espetáculo premiado pela CARAVANA FUNARTE PETROBRAS de Circulação NACIONAL “E assim sou, fútil e sensível, capaz de impulsos violentos e absorventes, maus e bons, nobres e vis, mas nunca de um sentimento que subsista, nunca de uma emoção que continue, e entre para a substância da alma. Tudo em mim é a tendência para ser a seguir outra coisa; uma impaciência da alma consigo mesma, como com uma criança inoportuna; um desassossego sempre crescente e sempre igual. Tudo me interessa e nada me prende.” Livro do Desassossego Fernando Pessoa A inquietude do ser é a matéria prima deste solo de dança. Obra aberta - inacabada e inacabável, habita o terreno fértil de pensamento desordenado, fragmentário e lacunar - de quarto desarrumado. O movimento é impregnado pela tensão de frase incompleta, pelo caos desassossegado do pensamento. Fragmentos que não compõem um verdadeiro todo provocam dúvida e hesitação - o co

Brinquedos e Inventos para Dançar

Imagem
--> espetáculo de dança para crianças Prêmio FUNARTE PETROBRAS de Fomento à Dança 2005 Prêmio PAC 5 - CONCURSO DE APOIO À DIFUSÃO E CIRCULACÃO DE ESPETÁCULOS DE DANÇA NO ESTADO DE SÃO PAULO Secretaria do Estado da Cultura  Prêmio FUNARTE de Dança Klauss Vianna 2009 criação e interpretação: Diane Ichimaru e Marcelo Rodrigues direção, texto, cenografia e figurinos: Diane Ichimaru trilha musical especialmente composta para o espetáculo: Rafael dos Santos Parei pra pensar e contar uma história, Mas onde estará o fio do começo? Castelo, fazenda, navio ou deserto? Será aventura ou romance ou terror? Mas por que eu não posso pôr fim no começo E o meio depois que tudo acabou? A Confraria da Dança convida a criançada para uma brincadeira de inventar movimentos e palavras, ligar pontos e emaranhar fios. Todos juntos embarcam numa história sem pé nem cabeça, ou melhor: com pé